IMPRENSA E LEITURA DE ROMANCES NO BRASIL OITOCENTISTA

Andréa Correa Paraiso Müller

Resumo: O panorama do romance do século XIX no Brasil apresentado pelas histórias literárias tradicionais costuma restringir-se a obras posteriormente consagradas. Esse ponto de vista negligencia a leitura e o comércio livreiro da época. Para se ter uma visão mais ampla e mais precisa a respeito da leitura de romances no país, é necessário recorrer a outras fontes, entre as quais a imprensa mostra-se especialmente importante. Considerando o papel crucial da imprensa na difusão da prosa ficcional durante o século XIX, este trabalho tem por objetivo refletir sobre o valor dos periódicos oitocentistas brasileiros como fontes primárias para uma história da leitura de romances no Brasil.

Palavras-chave: Leitura. Imprensa. Romance. Fontes primárias. Século XIX.

Download (PDF, 786KB)